Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Prefeitura rondonense quer investir mais de R$ 1 milhão na coleta seletiva de lixo

Prefeitura rondonense quer investir mais de R$ 1 milhão na coleta seletiva de lixo

por Cristiano Marlon Viteck publicado 05/05/2020 09h25, última modificação 05/05/2020 09h23
Projeto prevê aumento da capacidade de reciclagem
Prefeitura rondonense quer investir mais de R$ 1 milhão na coleta seletiva de lixo

Projeto começou a tramitar ontem na Câmara de Vereadores

 

A administração de Marechal Cândido Rondon encaminhou para a Câmara de Vereadores o projeto de lei 15/2020. A matéria começou a tramitar na sessão de ontem (04), sendo lida em plenário e baixada para a análise e pareceres das Comissões Permanentes de Justiça e Redação e de Finanças, Orçamento e Fiscalização.

A Prefeitura pede autorização do Poder Legislativo para investir até R$ 1.046.335,55 na estrutura da coleta seletiva e reciclagem do lixo bom.

A aplicação destes recursos vai ao encontro de convênios firmados com a Itaipu Binacional e o Instituto das Águas do Paraná, no que diz respeito à construção de barracão e aquisição de equipamentos diversos para a Associação de Catadores Amigos da Natureza (Acan) e a Cooperativa de Agentes Ambientais de Marechal Cândido Rondon (Cooperagir).

Estas duas entidades são responsáveis pela execução da coleta seletiva no município. Conforme divulgado no início deste ano, juntas elas recolhem a cada mês cerca de 390 toneladas de materiais reaproveitáveis. Destes, em torno de 160 toneladas (41) são reciclados pela Acan e Cooperagir. O restante, é encaminhado para outra empresa do ramo de resíduos que atua na comunidade rondonense.

Além da ampliação da capacidade de reciclagem da Acan e Cooperagir, a Prefeitura também prevê novos investimentos em campanhas educativas voltadas à coleta seletiva.

Se aprovado o projeto de lei 15/2020, os recursos financeiros serão alocados na dotação “Coleta e Disposição de Lixo Domiciliar, Coleta Seletiva e Manutenção do Aterro Sanitário”, da Secretaria Municipal de Agricultura e Política Ambiental.

TV LEGISLATIVA
ACESSO À INFORMAÇÃO
TRANSPARÊNCIA